​Projeto São Miguel em Ação entrega respiradores e testes rápidos

Última atualização: 28/04/2020 12:00:00

O presidente da Associação Empresarial de São Miguel do
Oeste (Acismo), Daniel Rodrigo de Souza, acompanhado do empresário e coordenador
do Fundo Emergencial, Joacir Dalvit, participou, na tarde desta terça-feira
(28), da entrega de dois respiradores ao Hospital Regional Terezinha Gaio Basso
e de 500 kits para testes rápidos dos Covid-19, ao setor de Saúde do município.
Os equipamentos e kits foram adquiridos com recursos oriundos do Fundo Emergencial,
criado pelo Projeto São Miguel em Ação e gerido pela Acismo.

Os dois respiradores, que tiveram um investimento de R$ 130
mil, foram repassados ao Hospital Regional através de um Termo de Seção Uso. Os
equipamentos integram um novo setor com seis leitos na unidade hospitalar. “Esses
respiradores ficarão a disposição do HRE pelo tempo que for necessário. É um
investimento feito com apoio das empresas e colaboradores que doaram ao fundo e
que vão servir à comunidade”, ressaltou o presidente, que, junto com Dalvit,
aproveitou para conhecer os setores da unidade e levantar demandas que possam
ser apoiadas pela Acismo.

Os testes rápidos foram entregues em um encontro com o prefeito
de São Miguel do Oeste, Wilson Trevisan, e membros do Comitê de Gerenciamento
de Crise. As 500 unidades serão empregadas nas novas estratégias de prevenção e
enfrentamento ao Covid-19 no município. Os testes serão efetuados na população,
seguindo um sistema de amostragem, que terá o apoio técnico da Unoesc. A ideia
é utilizar um método científico, contemplando moradores do centro, bairros e
interior, de diferentes perfis e faixas etárias. Também serão reservados testes
para novos pacientes que apresentarem os sintomas da doença no município.

Recursos

Sobre o fundo, que é gerido pela Acismo, Souza explica que tem
doações de empresas e pessoas físicas e entidades do município e arrecadou até
agora é de mais de R$ 271,4 mil – desse montante, R$ 61,5 mil foram investidos em
testes rápidos, R$ 2 mil para o transporte dos kits, R$ 130 mil para aquisição dos respiradores. Ainda
há em caixa outros R$ 77.892,26, que aguardam a definição de outras ações.

CADASTRE-SE

Receba novidades

Loading